RESPIRE!

Nós Respiramos constantemente… será?

 
 

ext.jpg

 

Você já pensou se, cada vez que inspirarmos pudessemos conectar os músculos do centro do corpo para que quando expirarmos os músculos do abdomem conseguissem trabalhar de tal forma que o restante do corpo pudesse relaxar e assim aliviar todo o estresse do trabalho ou do lar?

Acredite: ISSO É POSSÍVEL!!!

Quando olhamos um bebê respirando, podemos observar como a caixa torácica flui e se movimenta. O peito expande na inspiração, o oxigênio entra para ser tranferido ao sangue que irriga todo o corpo e o cérebro. Quando ele expira, todas as toxinas são expelidas e você percebe uma harmonia nesse processo todo. Pois é, se continuassemos respirando assim pela vida toda evitaríamos muita dor de cabeça!

Em nossa vida, todos os estresses e frustrações vão fazendo com que nossa caixa torácica se enrijeça, não inspiramos de forma completa e muito menos expelimos todas as toxinas… nossa respiração vai ficando cada vez mais curta e por incrível que parece, deixamos até de respirar por alguns segundos… é a famosa APNÉIA. Quando fazemos força demasiada é normal prendermos a respiração na esperança de que isso irá auxiliar, é instintivo… ou quando levamos um susto… são casos fáceis deperceber a pausa na respiração. Mas, na verdade, é muito comum as pessoas que passaram por situações emocionais extremas, grandes perdas, ou acidentes, pararem constantemente de respirar e terem dor de cabeça devido a falta de oxigenação no cérebro. Na verdade é como se o corpo não quisesse deixar o ar entrar! Você tenta inspirar fundo mas não consegue!

O que fazer?

Calma… existe uma luz no final do túnel…

Existem exercícios apropriados para melhorar a respiração como o Pilates, Yoga, Tai Chi e outros, além da massagem e até mesmo a meditação. Acredito que cada um tem que encontrar o que mais lhe agrada praticar. O importante é fazer algo para reverter esse processo o mais rápido possível.

Pense nisso: se vc respira melhor e manda mais oxigênio para o sangue, o seu coração vai precisar bater menos vezes para mandar a mesma quantidade de oxigênio para o cérebro. Matemática simples… coração mais descansado -> pressão mais baixa, menos cansaço no dia-a-dia.

Mais oxigênio quer dizer muito mais energia e muito mais disposição!

Leia mais sobre os músculos responsáveis pela respiração e como conectá-los nos textos:

 Fortalecimento do Assoalho Pélvico e do centro do corpo (CORE)

Como respirar quando o ar não quer entrar no peito?

By Tatiana Matsuo

Esse post foi publicado em Sobre RESPIRAÇÃO e POSTURA, TODOS OS TEXTOS e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para RESPIRE!

  1. Vilma disse:

    Oi Tatiana…….menina li seu depoimento…pois estou com costocondrite…fui parar num Hospital, achando que estava enfartando…feito todos exames…nada de enfarto….diagnosticaram uma esofagite…tomei todos os remédios numa noite neste Hospital…e a dor não parava…pra eu dormir…tinha que ir ao Hospital…mas nada…até que numa dessas idas eu encontrei um médico..e ele me disse…pode até ter esofagite…mas o que vc tem é costocondrite….na hora que entrei no soro com os remédios pra essa doença…foi aliviando….e hoje estou sentindo menos dores…com a medicação…e vc Tatiiana tem toda razão….isso tudo é de momentos vividos e não explodimos.guardamos tudo…aí uma hora a coisa te derruba..pra vc se acertar…se deletar e começar tudo de novo….aprendendo a aceitar…aprendendo a lidar com pessoas e situações que não sabemos resolver….se vc puder..gostaria de manter contato contigo…um forte abraço…

    Oi Vilma,
    A melhor cura é a transformação, ela vem de dentro para fora. Temos que perceber tudo que nos afeta, que nos magoa, perceber o quanto temos medo de não sermos perfeitos e de não sermos aceito ou criticados… Perceber como esprememos nosso corpo quando as coisas não estão como queremos. Só após perceber tudo isso, e após conseguirmos controlar nossos sentimentos, perdoando aqueles que erram, sendo mais paciente, aceitando os defeitos dos outros, confiando que tudo vai dar certo no final, perdendo o medo de pedir desculpa quando erramos, ou estamos atrasados, etc. Quando começamos a agir com tranquilidade e paz no coração, aí a “CURA ACONTECE!”
    Um forte abraço,
    Tati.

  2. Bom dia,

    Qual a forma correta de se respirar,
    encher a barrigar quando inspira ou sibir o diafragma quando inspira?

    Oi Patrícia,

    Existe a respiração diafragmática em que você direciona o ar ao abdomem (vai encher a barriga) alongando o diafragma, ele é um estímulo utilizado para que a pessoa desenvolva esse músculo. Mas no dia a dia, a respiração deve ser equilibrada entre o diafragma e a expansão da caixa torácica, expandindo as costelas lateralmente, anteriormente e posteriormente. Você pode desenvolver cada uma das respirações separadamente e depois tentar fluir entre elas. Espero ter tirado a sua dúvida. Tenha um bom dia! Um abraço, Tati.

  3. Maria Olivia disse:

    Adorei a matéria, sou professora de Educação física e tenho curso em pilates básico e intermediario, e aplico a técnica da respiração.

  4. eliane lobo guilherme disse:

    ola, adorei a materia, pois tudo que voce disse , veio totalmente ao meu encontro, depois que casei começaram as dores no peito, fui em varios medicos e eles disseram que nao há nada e que tenho que me acostumar e tive ate que sair da academia, pois quando praticava a dor era insuportavel.
    fiquei ate triste por imaginar que nunca mais poderia fazer nenhum exercicio, mais agora quero tentar o pilates, pois eu estava com medo de fazer e começar a dor de novo, pois ela vai embora e volta.
    voce acha que o pilates ira me ajudar?
    bjs adorei seu anuncio!
    att eliane

    Oi Eliane, o Pilates vai te ajudar sim, também aconselho a você que procure a Terapia CranioSacral para ajudar a eliminar a dor e tensões do corpo. Boa Sorte! Um abraço, Tati.

  5. fernanda disse:

    gostaria de saber como realizar respiração em apneia no pilates

    Oi Fernanda, na verdade a apnéia é uma pausa na respiração, e no Pilates nós evitamos a apnéia. O movimento deve fluir entre inspirar e expirar de maneira a dificultar ou facilitar o movimento. Espero ter tirado a sua dúvida. Um abraço, Tati.

  6. marcia de almeida da silva disse:

    Poxa! Sensacional sua materia. Sofro desse mal a 7 anos. Ao ler a sua estória, me vejo completamente, a única diferença é que não consegui me libertar da dor e acabei adquirindo uma depressão com sindrome do pânico, acho que vou morrer com essa dor, não tenho vontade de sair de casa e quando olho para meu filhinho de 04 anos sinto vontade de chorar porque desejo muito viver para vê-lo crescer, mas a cada dia torna-se mais difícil pra mim.

  7. Bárbara disse:

    Olá

    Já li vários artigos em relação á respiração, sei que 99% da população respira de maneira incorreta. Já tentei fazer aquele esquema: inspirar pelo nariz e expirar pela boca, mas o que acontece é que parece que dá uma fadiga… não sei explicar, mas não é uma sensação agradável e de alivio como os artigos sobre respiração citam. O que poderia ser? Falta de costume de respirar correto.. ou devo procurar um médico?

    Atenciosamente, Bárbara.

    • tatipilates disse:

      Oi Bárbara,
      Essa sensação desagradável é devido ao tensionamento dos músculos entre as costelas, os intercostais. Esse cansaço é normal quando a pessoa tenta expandir o peito para o ar entrar pois está forçando essa musculatura que está encurtada. Eu vou colar parte de um texto meu que explica como melhorar a postura através da respiração, nesse passo a passo você vai encontrar dicas de como amenizar a sua sensação de cansaço e desconforto. Se quiser ler o texto na íntegra clique aqui:

      * Você deve inspirar e deixar o ar entrar dentro da caixa torácica, ampliando-a como se fosse um balão… isso vai fazer com que as costelas se afastem, alongando os músculos intercostais… e o esterno vai se projetar à frente e para cima… a sensação é de que o corpo está flutuando e o topo da cabeça vai subir em direção ao teto… naturalmente a curvatura da torácica vai diminuir, assim como a de trás do pescoço… e a postura vai se corrigindo sem haver tensão nas costas. Essa expansão da caixa torácica deve ser em todas as direções, para frente, lado e trás, assim como deve-se também realizar a respiração diafragmática que é a da expansão do abdomem, todas ao mesmo tempo e de forma equilibrada.
      * Na expiração, você relaxa a musculatura do pescoço, ombro… e contrai o assoalho pélvico e abdomen transverso e isso fará com que essa postura se mantenha, como que se você estivesse espremendo um tubo de pasta de dente. Ao espremer o tubo a pasta vai subir se estiver fechado embaixo, e no corpo, ao contrair o abdomen, as víceras e órgãos vao ser elevados empurrando o tronco para cima de forma a aumentar os espaços entre as vértebras, descomprimindo-as. Essa conexão com o transverso abdominal pode ser feito na horizontal (deitado), sentado ou em pé. Quanto mais você treinar mais vai fortalecer esta musculatura e mais rapidamente vai conseguir fazer com que essa musculatura esteja conectada naturalmente.
      * É importante praticar na frente do espelho para notar se os seus ombros não estão se elevando ao inspirar, pois o ar entra no peito sem a ajuda da musculatura do pescoço. Você tem que esperar o ar ocupar o espaço interno e fazer uma pressão de dentro para fora empurrando a parede interna das costelas.
      * Caso você sinta dor ou seja muito cansativo o exercício, dê enfase na expiração. Concentre-se alguns segundos e tente relaxar deixando o ar sair… para depois inspirar em pouca quantidade. Inspire até o seu limite de conforto e expire novamente, você vai sentir que nas próximas inspirações o ar vai entrar mais facilmente.
      * A sensação é de que o esterno está subindo e apontando para o alto, como se quisesse tomar um pouco mais de luz solar… e ele deve relaxar e afundar ao expirar. Como que uma onda de relaxamento viesse do topo da cabeça, relaxando a musculatura da face e do pescoço, solte os ombros ao mesmo tempo que você conecta o centro e assoalho pélvico, para sustentar o corpo.
      * Tente fazer disso um movimento natural e confortável.
      * Se for forçado e cansativo, quer dizer que algo está errado, ou faltando… pense em menos… menos esforço e mais fluidez…
      * Se as costas se tensionarem e você se sentir cansada, recomece em uma posição mais relaxada deixando o tronco voltar a frente arredondando as costas, e vai inspirando e elevando o tronco gradualmente… como se fosse você estivesse crescendo.

      Boa sorte!
      Um abraço,
      Tati.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s