Ecoturismo na cidade…

Parque Burle Marx - São Paulo

Parque Burle Marx - São Paulo

O Ecoturismo tem crescido muito como sendo uma forma de se exercitar, queimar calorias e melhorar a resistência cardio-vascular. Mas vai muito mais além… ele incentiva a conservação da natureza, é uma forma saudável de conhecer e visitar lugares paradisíacos que foram muito pouco ou nada alterados pela ação do homem, respirar ar puro, conhecer melhor o nosso país e também é uma excelente forma de fugir da loucura e do estresse da cidade grande, uma forma de relaxar!!!

Acredite se quiser, mas tem muito verde e muita beleza natural perto de sua cidade… existem sites e guias turísticos especializados somente em caminhadas naturais, trilhas na mata ou praias desertas, cachoeiras, grutas…

É muito importante que você procure se informar bem (leia mais sobre ecoturismo) antes de ir se aventurando por uma trilha; ao mesmo tempo que o ecoturismo pode ser uma atividade prazeirosa e divertida, a sua aventura pode se transformar em pesadêlo caso você não esteja preparado.

  • Algumas trilhas necessitam acompanhamento de guias, porque eles possuem cursos de primeiro-socorro, entendem de cobras e conhecem bem o caminho evitando que alguém se perca no passeio.
  • Procure saber com antecedência o nível da caminhada, é importante que ela seja adequada a sua preparação física. Algumas trilhas podem ser extremamente difíceis e perigosas, iniciantes com pouco condicionamento físico ou sem nenhum devem começar nas trilhas fáceis para não desanimar.
  • Algumas trilhas requerem roupas ou sapatos especiais, repelentes, chapéu, etc… se for muito longa você vai querer levar alimentos leves e água. Não esqueça de levar o saco de lixo para não deixar nada na natureza, tudo o que você levou deve voltar!
  • Não esqueça de levar a sua Camêra Fotográfica!
  • E divirta-se!!!

Para os moradores de São Paulo aqui vai uma dica, existe uma trilha muito legal para você começar a desfrutar a natureza sem ir muito longe:

PARQUE BURLE MARX.

É um Parque pouco conhecido, localizado na Marginal Pinheiros perto da entrada do Condomínio Panamby no Morumbi. Pegue a Marginal Pinheiros indo em direção a Zona Sul, passe a ponte do Morumbi e continue até passar o Extra, logo você vai ver a saída para o Panamby. Pegue a via local e já vai estar de frente ao Parque, assim que chegar a rua que sobe em direção ao Panamby você já sai na estradinha de terra, bem na esquina à direita, não tem como errar, fica antes da Ponte da João Dias.

O Parque foi criado em 1995, abrange uma área de 138 mil m2 repleta de muito verde harmoniosamente organizada por  interessantes jardins projetados por Burle Marx, um conjunto de esculturas do painel de altos e baixos relevos e espelhos d’água. Uma parte da vegetação é composta por um reflorestamento de eucaliptos e outra parte de espécies nativas da Mata Atlântica. A entrada é franca; este parque não é ideal para esportes, lá é proibido entrar com bolas, bicicletas, patins, motos e animais domésticos. Possui estacionamento próprio (R$ 2,00 a hora – máx R$ 6,00), bebedouros e banheiro. 

Ao entrar, vindo do estacionamento, você vira à direita e continua andando até passar o lago de peixes e tartarugas… tem alguns patos e cisnes perdidos por lá também… atrás desse lago estão as várias trilhas na montanha…

É incrível! Você vai se sentir fora de São Paulo, vale muito a pena conhecer! E, quem sabe, se você tomar gosto por trilhas, vai se interessar em conhecer um outro lugar que, quem mora em São Paulo tem que ir sem falta: PARANAPIACABA, uma Reserva que fica na Serra do Mar. Eu fui de trem, você sai da Estação da Luz, pega uma hora de trem até Rio Grande da Serra e de lá é só mais 15 minutos de ônibus até a cidade histórica de Paranapiacaba, onde você encontra Museus e guias para desbravar a Mata Atlântica em trilhas com mirantes e cachoeiras.

* Fique de olho pois, logo mais estarei dando mais dicas sobre o Parque Nacional de Paranapiacaba.

** Se você quer saber mais sobre parques em São Paulo veja o GUIA DOS PARQUES MUNICIPAIS DE SÃO PAULO 

By Tatiana Matsuo.

Esse post foi publicado em Terapias Alternativas, TODOS OS TEXTOS e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s