É preciso aceitar!

Parece ser fácil dizer eu aceito! Mas não é bem assim que acontece no coração…

Fazemos planos e sonhos para nós e nossos filhos, mas muitas vezes as coisas não acontecem como queremos e imprevistos acontecem… Queremos que nossos filhos sejam advogados, engenheiros ou médicos, e algumas vezes eles se tornam artistas e preferem ser tatuadores, ou cantores de bandas de rock ou engravidam e param de estudar! Prometemos ajudar o vizinho na mudança mas, surge uma viagem no trabalho e temos que faltar, ou temos uma reunião importantíssima de negócio e ficamos presos no trânsito por causa de uma enchente. São várias as situações na vida que, as coisas não acontecem exatamente como queremos e, ficamos transtornados pela sensação de termos “FALHADO”!

Isso descepciona a alma, não queremos perder dinheiro, não queremos ser incopetentes, nem queremos ver nossos filhos sofrendo! QUEREMOS SEMPRE O MELHOR! E quando isso não acontece dá um aperto no coração, no meio do peito… quem nunca sentiu um apertinho no peito, parece que tem um nó na garganta e o ar não consegue mais entrar?

O que o meu chefe vai pensar? Como vou pagar minhas contas? E se meu amigo ficar magoado comigo e não me perdoar? E se o meu filho nunca conseguir comprar uma casa própria? E se ele passar fome? Será que vou ter que sustentá-lo para o resto da vida? E se eu perder meu emprego? Porque meu marido/mulher não chega cedo? Será que está me traindo? E se eu não terminar a tempo o projeto? E se eu for assaltado quando sair a noite? E SE…

São milhões de perguntas e dúvidas que passam por nossa cabeça dependendo do estresse que estamos passando no momento, e que se tornam um grande pesadelo à noite nos tirando o sono!

Hoje estava falando com uma amiga que torceu o pé e não está conseguindo pisar no chão. Ela tinha planejado um grande Evento durante o carnaval em Nova Friburgo – RJ em prol das crianças desabrigadas pela enchente no Rio de Janeiro em Teresópolis, oficinas de música, história, pintura e fotografia. Ela fez algumas sessões de terapia para relaxar a musculatura e tirar a dor do pé mas, por ter fraturado, 2 semanas não foram suficientes para a recuperação completa e ela não queria cancelar o evento tão esperado. Uma decisão difícil pois ela tinha assumido o compromisso de coração e não queria decepcioná-los! Passou o dia desesperada pensando no que seria melhor fazer e hoje me chamou no facebook e contou como foi. Aqui vai a conversa:

ABC: queriiida!!!!
Tati Pilates: ebaaaaaaaaa
ABC: eu adorei ler o seu texto:  ‘ As tensões começam no nascimento… “
   obrigada!
Tati Pilates: eu estou empenhada em formatar meu livro
   tenho ficado até de madrugada trabalhando nisso
   como vc está hoje?
ABC: estou bem agora, tentando entender tudo que esta acontecendo comigo….
   aceitando, e não fazendo resistencia
   eu acordei com uma enxaqueca horrivel
   passei o dia respirando….
   e só respirando
Tati Pilates: lindinha…
   eu sei que é um grande conflito escolher entre cuidar de vc e cuidar dos outros
   desapontar tanta gente…
   esse é o maior conflito do momento
ABC: é isso mesmo…desapontar e não cocluir algo
   é muito dificil
Tati Pilates: como dizer a tantos que vc precisa adiar?
ABC: foi dolorido…
   mas eu tive que fazer isso
Tati Pilates: imagino…
ABC: eles me trataram tão bem, me disseram coisas lindas que eu choro só de lembrar
Tati Pilates: acho que o pior, e eu sei o que é isso
   é a sensação de desapontar… de pensarem que vc não queria fazer
   mas essa sensação é só sua
   todos entendem
   e querem o seu bem
ABC: é exato
   eu percebi isso
Tati Pilates: 😀:D
   que ótimo!
ABC: e estou aceitando o carinho das pessoas
Tati Pilates: exatamente
   eles vão esperar mais anciosamente do que nunca
ABC: heheheheh
Tati Pilates: olha, assim vc tem mais pessoas mandando energia boa pra vc
ABC: mas estou tentando lidar com a frustração, e ainda tem uma parte de mim que se acha egoista…
   o que é um pé perto de tanta tragedia?
   aconteceu uma coisa MUITO estranha…..
   depois de decidir de chorar de sofrer de tentar aceitar a situação, receber os outros e tudo….
   meu pé melhorou…..porque????????
Tati Pilates: olha… “amai aos outros como a ti mesmo”
   é amar vc em primeiro lugar sempre
ABC: nossa é isso que vc escreveu
   acho que eu ainda não sei me amar…
Tati Pilates: exatamente
   vc tem que se amar bem para poder amar os outros bem… como a ti mesma!
ABC 🙂:)
Tati Pilates: isso não é egoismo
   isso faz parte de poder ajudar
   vc só pode ajudar se vc tem saúde
   se vc está equilibrada emocionalmente
ABC: é
   eu achei tão importante o que vc escreveu que eu tive que comentar
Tati Pilates: esse ano vai ser um ano de realizações
ABC: que venham os desafios então…
   e que tenhamos força e luz para realizar o que esta pairando por aqui!
Tati Pilates: isso isso isso
ABC: obrigada por tudo e por estar pertinho…
   beijinhos 🙂:)
Tati Pilates: de nada… obrigada por vc compartilhar e me deixar ajudar
   beijim

Tenho certeja que vocês já ouviram a expressão:

” HÁ MALES QUE VÊM PARA O BEM!”

É isso! Aceitar a situação difícil que aparentemente é um grande desafio a ser superado, às vezes uma tragédia… mas que vai acrescentar tanto em nossas vidas como experiência! Tem chovido muito lá no Rio com perigo de novos desmoronamentos… Eu tento pensar que: O MELHOR VAI SEMPRE ACONTECER, e muitas vezes o melhor não é aquilo que queremos. Pode ser algo ainda melhor que só pode acontecer se perdermos por exemplo o emprego, para abrirmos novas oportunidades… Será que nossos filhos seriam mais felizes sendo engenheiros se o talento deles é para ser artista? ACEITAR! Eu vivi 2 anos intensos com meu ex-marido, sendo abusada física, emocional e financeiramente -> meu corpo travou e eu fiquei com fibromialgia… tinha dores insuportáveis… mas hoje estou aqui! Sem esse experiência não poderia ter entendido tão bem o processo da dor, não poderia ajudar tantas pessoas que estão sofrendo!

Eu digo que isso é um exercício de FÉ!

Fé de que tudo vai dar certo, que independente da sua crença, ou Deus ou a força Divina e Superior ou a Energia Cósmica, como queria chamar… vai prover tudo aquilo que você precisa para ser uma pessoa melhor.

Se a preocupação ajudasse ou resolvesse alguma coisa… o que tem que acontecer vai acontecer independente do quanto você se preocupe. Isso vai apenas estressar mais, lhe tirar o sono e fazer com que você produza menos no trabalho. Mais rugas e cabelos brancos, mais tensão e dor!

Por isso:

ACREDITE!!!

EMANE BOAS ENERGIAS!!!

SORRIA FRENTE AOS DESAFIOS E TENHA FÉ!!!

Quanto maior o degrau, maior a VITÓRIA!

E RESPIRE…  Agradeça a oportunidade de crescimento… Procure o que é que você tem que aprender dessa situação.

Tenha paciência que tudo se resolve de uma maneira ou de outra!

Procure maneiras de minimizar o problema e deixe a vida fluir!

Esse post foi publicado em Entendendo as emoções, TODOS OS TEXTOS. Bookmark o link permanente.

14 respostas para É preciso aceitar!

  1. Vanessa Provazi disse:

    Olá Tati,

    Ler os seus textos sem ficar encantada é muito dificil…rsrs…você me parece alguém que com pouca idade adquiriu muita sabedoria e maturidade e agora, neste momento da sua vida, compartilha generosamente o seu conhecimento em prol do bem estar das pessoas, valendo isso não somente para seus amigos ou parentes, mas também para pessoas que você nem conhece, como os leitores do seu blog e as pessoas que você atende todos os dias no seu trabalho. Eu jamais poderia definir você em poucas palavras dentro do universo que você representa como ser humano, mas o pouco que já aprendi, é que você é uma pessoa que sofreu – adoeceu – se curou – adquiriu conhecimento – e hoje compartilha a sabedoria que acumulou para ajudar a amenizar o sofrimento das outras pessoas. Eu acredito que o seu próximo passo é o Sucesso. Tanto no seu trabalho, como na sua vida familiar, sentimental, financeira, espiritual, enfim, eu acredito que os frutos que você vai colher daqui para frente vai ser mais sucesso do que você já conquistou até agora. E eu vou torcer muito por você. Empenhe-se mesmo em escrever um livro. Como leitora do seu blog, te dou a maior força porque de verdade, vejo potencial para isso. Vá em frente!
    Com relação a conversa com sua amiga, o que você disse a ela com relação a aprender a se amar primeiro para então poder estar em condições de ajudar o próximo, eu achei maravilhoso! A dor pode ser algumas vezes um processo de auto punição pelas mais diversas razões…raiva, medo, mágoa…e a raiz de tudo isso é a falta de amor a si próprio, então eu achei muito legal você falar sobre isso…vai fazer muita gente refletir!

    Que um Anjo de Luz esteja sempre ao seu lado!

    Abraços,

    Vanessa Provazi

  2. tatipilates disse:

    Vanessa querida,

    Suas palavras sempre me emocionam! MUITO OBRIGADA DE CORAÇÃO! Eu quero que vc saiba que se voltei a escrever foi pela sua energia maravilhosa enviada via email… um email muito especial que nunca esquecerei. E a idéia de escrever o livro só aconteceu após o seu pedido em aprender como auto-aplicar a terapia. Foi nesse momento que eu percebi que podia fazer muito mais! A vida foi generosa comigo, muita “experiência” (sempre aprendemos com o sofrimento) aos meus 27 anos, foi intenso e apesar de tudo que passei, agradeço a Deus pela oportunidade de aprender a lidar com a dor pois sem ela eu não poderia ajudar a tantos! Mais de 10 anos se passaram e eu continuo aprendendo com a vida e meus cliente… todos que compartilham o seu sofrimento comigo deixam suas marcas em minha vida, é como se eu pudesse sentir a dor que eles estão sentindo. Eu me sinto honrada por participar do momento de cura! Meu trabalho é meu tesouro!

    Vanessa, vc é muito forte e iluminada, eu sinto e vejo muita luz e paz em seu caminho! Sinta-se abraçada por mim em gratidão às suas palavras!

    Que um Anjo de Luz esteja sempre ao lado de todos aqueles que fazem o bem!

    Com amor,

    Tati.

  3. Pingback: TENSÃO NO PESCOÇO E OMBRO!!! Não aguento mais… | Entendendo o Corpo e a Dor by Tati Pilates

  4. Pingback: Costocondrite – dor no esterno ou costelas e outras dores Crônicas | Entendendo o Corpo e a Dor by Tati Pilates

  5. Pingback: DOR NO OMBRO e o Manguito Rotador | Entendendo o Corpo e a Dor by Tati Pilates

  6. S Patricia A disse:

    olá Tati

    Compartilho das palavras da Vanessa. É impressionante como vc conseguiu transformar seus momentos de sofrimento em conhecimento. Imagino que deve ter sido muito difícil…Sei o que estou passando a 7 anos tentando me libertar dos meus sofrimentos, c/ momentos de vitória, outros, decepção. Sou espiritualista, e quando leio seus textos, sinto que vc está no caminho certo de cumprir sua missão. Existem pessoas que descobrem seus dons, ou missões na terra, assim que começam a entender melhor o mundo, outras, como no seu caso, precisam passar por momentos difíceis p/ começar a executar seu papel na terra, mas em todos os casos, Deus encontra uma forma de conduzir seu “soldado” pelo caminho que Ele traçou. Ver seu empenho em ajudar as pessoas desinteressadamente, me faz crer que a humanindade ainda tem solução! A grande maioria das pessoas usa seus conhecimentos apenas c/ fins econômicos, visando apenas o benefício próprio. Na internet encontramos vários exemplos disso. A grande maioria dos sites ou blogs onde encontramos temas que discutem sobre esses problemas que temos, têm como objetivo angariar clientes, prometendo curas milagrosas, mas sem ter preocupação c/ pessoas que não têm condições financeiras, ou que moram em lugares mais isolados, c/ menos recursos. Vc, além de esclarecer, ainda nos dá caminhos p/ que possamos nos ajudar, nos tratar, sem termos que, além de sofrermos c/ nossos problemas, ainda sofrermos por não termos condições de buscar soluções, que acaba gerando ainda mais sofrimento.
    Sabe, lendo esse seu texto, e refletindo sobre suas palavras, creio que essa falta de amor próprio, tenho sido a real causa dos meus problemas…sempre amo mais os outros, me preocupo mais c/ os outros, do que comigo mesma. Sempre me sinto inferior, menos inteligente, menos bonita, menos capaz, menos valorizada…Como mudar essa forma de me enchergar, se trago ela comigo desde criança? Bem….
    Que seus caminhos sejam iluminados. Que Deus te dê cada vez mais força p/ continuar trilhando esse caminho lindo que é o da caridade.
    Um grande e carinhoso abraço!
    Patty

    • tatipilates disse:

      Muito obrigada Patty pelas belas palavras… esse é o meu melhor pagamento… não há nada melhor do que ouvir pessoas me agradecendo! Enchem minha alma de satisfação pelo que faço… é por esse amor que tenho tanta força em continuar ajudando! Eu tenho certeza que você vai encontrar o seu caminho no sentido de se valorizar e se sentir bela… a beleza vem de dentro, vem da alegria de viver, do sorriso contagiante… você já ouviu falar da seicho-no-ie? eu estou sentindo que vai te fazer bem procurar conhecer um pouco dessa doutrina… para encontrar o seu amor próprio… eu sinto a sua beleza, a sua força e o seu amor… e sinto que vc já está a um passo de grandes transformações! Siga em frente mesmo quando não for um bom dia… não desista… um passo de cada vez! Tem muitos textos que vão te ajudar a se sentir melhor com relação às dores… e a gente se sente melhor sem dor… tudo fica mais fácil. Comece por aí… se auto-tratando! Um forte abraço querida, e um beijo no coração, Tati.

  7. S Patricia A disse:

    Boa tarde Tati!!!

    Como é bom ler suas respostas!!! Dá uma sensação tão gostosa de ter c/ quem compartilhar esses sentimentos complicados…ainda mais por vc ser uma pessoa que entende tão bem esses sentimentos, e as consequencias deles!
    Já li muito sobre a seicho- no- ie, já até encontrei um lugar aqui onde tem reuniões,mas te confesso que nunca participei..Sabe, as vezes acho que eu mesma fico me restringindo quando se trata de buscar minha cura?! Acho que inconscientemente, uso meus problemas p/ tentar atrair a atenção das pessoas p/ mim. O que me faz sentir ridicula! Sei que tenho atributos e qualidades suficientes p/ atrair as pessoas….e tbm, até que ponto preciso ser tão dependente da atenção de tds??!! Bom, acho que c/ a psicoterapia vou acabar descobrindo pq sou tão insegura. E outra coisa, em que a “pena” das pessoas pode me ajudar??
    Acredito que trago isso da infância…Sou a mais velha de 3 irmãos (tenho 34 anos, o do meio tem 30,e o caçula tem 24), e única mulher. O meu irmão do meio é dawn, o que gerou em minha mãe um tipo de decepção, e uma gde ansiedade em ter outro filho homen p/ que ele fosse o “companheiro” do meu pai, pq eu, sendo mulher, jamais poderia ter esse papel….Bem, minha mãe conseguiu o objetivo de ter outro menino…mas ele nunca foi o sonhado companheiro do meu pai…nunca curtiu fazer as mesmas coisas que meu pai, mas eu sim! Meu pai sempre foi caminhoneiro, eu eu sempre adorei isso. Ajudava a limpar o caminhão, estava sempre por perto qdo ele estava fazendo algum conserto…(sempre tomando bronca, pq “isso não é coisa p/ menina…”), Sempre que pude, ia trabalhar c/ ele. Mas isso nunca teve importância p/ os meus pais. Como já te falei, cresci sendo comparada aos outros…”a letra de fulana é mais bonita, fulana é mais inteligente que vc, o cabelo de fulana é mais bonito que o seu, o namorado de fulana é melhor que o seu….”, Sempre foi assim! Principalmente, qdo conheci meu marido, engravidei do meu primeiro filho, e nos casamos (era exatamente o que eu queria, a gravidez veio sem planejamento, mas nunca me incomodou!). Recebi mtas cobranças, pq enquanto minhas primas estavam se formando na faculdade, eu estava m casa, cuidando do meu filho…como eu sempre quis!!!! Nunca tive ambição profissional. Sempre quis ser mãe e esposa, mas ninguém aceitava isso, aliás, não aceitam. As pessoas acham que a gente tem a obrigação de trabalhar fora…Odeio pessoas mandando em mim, ter hora p/ fazer as coisas…Claro que me casa, tbm tenho que cumprir minha obrigações, mas sou eu qm estou no comando! E assim que gosto,isso me faz feliz! Mas meus pais não se conformam c/ isso. Minha mãe cansou de me falar sobre a “minha” frustração por ter engravidado…Que frustração??? Meu filho nunca me atapalhou…td que tivemos vontade de fazer (passeios, bailes, festas), fizemos c/ nosso filho, e onde ele não poderia ir, nós tbm não íamos..sem problemas! Mas minha mãe, sei lá eu pq, se convenceu que isso me incomodava…Esse assunto só parou, pq uma vez me irritei mto c/ ela dizendo isso, e soltei os cachorros. Sabe Tati, tive que ser grossa c/ minha mãe, p/ ela entender que estava redondamente errada, concluindo uma coisa que nunca existiu! Mas a cobrança sobre eu ter parado faculdade, e não trabalhar fora continua…Acho isso um saco! Acho que as pessoas precisam respeitar a forma de vida e de pensamento umas das outras. Admiro as mulheres que estudam, trabalham fora…mas eu não quero isso p/ mim. Gosto de poder cuidar dos meus filhos (tenho 3, o mais velho c/ 12 anos, e mais duas meninas, 8, e 4 anos), a ideia de outras pessoas cuidando da criação deles me incomoda. Gosto de cuidar da minha casa…ver td do meu jeitinho, sabe?! E isso não me torna menos inteligente, mto pelo contrário, sou bem instruida, conheço um pouco sobre qquer assunto, desde política, até esportes. Leio mto! Faço pequenos trabalhos em casa c/ o computador…Revendo cosméticos, aliás, adoro fazer isso! E não faço por retorno financeiro, pq na realidade, o retorno é bem pequeno, faço pq tenho prazer em abrir a caixa c/ os pedidos….sentir os cheiros…ver as carinhas das pessoas qdo recebem suas encomendas…O que tem de errado em viver assim? Me criticam pq não sou ambiciosa…e não sou mesmo! Não tenho aquele desejo de ter luxo…só quero conforto! Meu único sonho ambicioso, é conseguirmos comprar nossa casa! Pagar aluguel me incomoda…mas não sofro por isso, pq sei que na hr certa, realizaremos isso! Não tenho objetivo de ter um carrão zero km…Fico feliz c/ meu carrinho velhinho…me leva p/ onde preciso, e é bem confortável! A felicidade p/ mim está mto além dessas coisas que tanto fazem as pessoas me cobrarem…Felicidade p/ mim, é poder ir no final da tarde, (qdo as cças chegam da escola e meu marido chega do serviço), à praia c/ meu marido e as crianças, e ficar olhando o mar, as cças correndo..(moro em Itanhaém, litoral de SP), é ter a casa cheia nos finais de semana, assistirmos um bom filme, jogarmos baralho, cantar no karaokê, falar besteiras…E isso é mto sério Tati, não é demagogia! Olho em volta, p/ a vida de tds que me criticam, inclusive meus pais, e vejo que minha vida é ótima…mesmo c/ tantas criticas! Hoje, digo à Deus, que só quero e preciso de minha cura. Qdo eu não tiver mais dores, e tiver meu emocional e meu sistema nervoso sob controle, tudo será perfeito! Pq qquer probleminha que aconteça, um nervosinho besta, são suficientes p/me fazer sentir dor, e isso me dx mto triste! Mas vc está me ajudando a superar isso. Estou condicionando minha mente a não ter mais medo das dores. Suas palavras me acompanham por tds os momentos…”RESPIRE, PRESTE ATENÇÃO AO CORPO, RESPIRE!” percebe a importância disso? Não te conheço, vc não me conhece, mas vc faz parte da minha vida! Vc está presente em tds os instântes, e é a sua presença que está me ajudando a voltar a viver. Tati, eu costumo dizer que parei de viver a 7 anos, qdo td começou c/ uma crise de pânico, e suas palavras, seu conhecimento, sua preocupação c/ os problemas das pessoas, estão me ajudando a encontrar uma nova vida! Sim, pq não quero a antiga, quero uma nova! Quero ser melhor! Como te disse no outro comentário…
    Desabafei c/ vc..mas acho que precisava disso. Conheço uma parte bem importânte da sua vida, me achei no direito de compartilhar um pouco da minha c/ vc tbm…e olha, ainda tenho mto p/ te contar…Obrigada. Obrigada por ter deixado o bem e o amor tomarem a frente em sua vida, mas, principalmente, obrigada por ter a coragem de dividir c/ qm precisa. um gde bjo!!
    Patty

    • tatipilates disse:

      Oi Patty, é um imenso prazer ver a sua mudança de atitute, o seu crescimento e fortalecimento… vc pode sim compartilhar a sua vida aqui com a gente, com certeza outras pessoas estão passando pela mesma situação que vc… cada um tem um objetivo diferente nessa vida, cada um tem a sua própria ambição, e mesmo que no seu caso não seja a de crescer profissionalmente e ter um carro luxuoso e uma casa milionária, tenho certeza de que ter uma família feliz e bem estruturada, filhos educados e bem amados, comprometidos com a comunidade e o bem estar do próximo! Isso já é um grande trabalho. Vc não precisa ficar magoada com a sua mãe… ou com qq outra pessoa que critique a sua maneira de ser… apenas aceite que elas “pensam” diferente… deixe que falem e apenas siga a sua vida sem tentar provar nada a ninguém… é muito ruim ser comparada eu sei… não ser reconhecida pelo seu esforço e mérito próprio… mas pense que a sua mãe foi criticada da mesma maneira pela mãe dela… foi assim que ela aprendeu… e dessa maneira que ela sabe te demonstrar que se importa com vc… pense nisso! 🙂
      Eu acredito que vc já está trilhando o caminha da cura… e vai conseguir a sua liberdade contra a dor… não se ingane pois, sempre existirão dias mais difíceis e tensos, se eu abuso e trabalho muito e durmo pouco… com certeza vou ter meu corpo reclamando e me dizendo: DESCANSA! RELAXA! ALONGA! FAZ ALGUMA COISA! RESPIRA!… enfim… a vida é assim… somatizamos no corpo tudo aquilo que estamos passando no dia a dia… por isso busque sempre uma harmonia entre os momentos felizes e a resolução dos problemas, todos temos… acredite que tudo sempre se resolve… perdoe e tenha fé!
      Um forte abraço,
      Tati.

  8. S Patricia A disse:

    Oi Tati!!!

    Espero que tenha tido um bom feriado!
    Esses dias estão sendo mais dificeis p/ mim…Um casal de amigos se separou, e fiquei mto abalada c/ situação. Sou amiga dos dois, dela c/ uma ligação um pouco maior, pq somos parecidas, nos compreendemos, e ela é qm foi embora. Fiquei c/ele p/ “cuidar”. Não teve um motivo gde…problemas familiares, desentendimentos..as magoas dela acabaram ficando maiores que o sentimento que os unia…Ela é forte, corajosa. Está buscando ser feliz. Apóio a desição dela, embora acredite que enquanto o sentimento está vivo, a gente deva tentar, mas cada um sabe o que é melhor p/ si.
    A questão, é que isso me desestruturou um pouco. E ainda p/ ajudar, estou c/ uma crise de sinusite, que está dificultando os exercicios de respiração. A aerofagia voltou, devido não estar conseguindo respirar pelo nariz. E ela dificulta minha digestão, aumenta os gases, vai virando uma bola de neve…Tem alguma forma de melhorar os sintomas da aerofagia? Alguma massagem, ou exercicio?
    Nossa Tati, é horrível essa sensação de descontrole que a dor causa. Tive uma discussão c/ meu marido no domingo, e na hora comecei sentir as dores no peito, (já vinha mto tensa, sem conseguir relaxar), e aí fica mto complicado controlar…o medo vai tomando conta. Minha psicóloga me disse que nasci picada pela mosca da psicologia, e por isso me envolvo tanto nos problemas dos outros, e acabo atraindo pessoas c/ problemas…Espiritualmente, sou como uma esponja…Então imagina só….Tô sobrecarregada, e não estou conseguindo “descarregar” tudo isso do meu corpo. Ontem tinha a impressão de estar carregando um caminhão nas costas! Meu marido fez massagem, dormi bem até essa noite, mas o peito está mto sensível…qquer “estressezinho” já me faz sentir dor. Estou desde de manhã controlando na respiração, isso enquanto o remédio p/ desobstruir o nariz está fazendo efeito. Aliás, o fato de eu estar tensa tbm interfere na obstrução nasal? Li que a tensão que acumulo no rosto, pode piorar esses sintomas nasais…tem realmente relação? Bem, voltando a conversa c/ a psicologa, ela disse que preciso aprender não deixar os problemas dos outros, nem mesmo os meus, ” entrarem” em mim ao ponto de mexerem c/ meu corpo como mexem. Mas como se aprende isso? A primeira reação do meu corpo é tensionar…Comentei c/ ela sobre vc e seu trabalho, e ela achou maravilhoso. Disse que está sendo de gde ajuda no meu tratamento! Pq vc aborda coisas que ela não tem conhecimento, e ainda ensina técnicas que são mto valiosas p/ o tratamento.
    Bom, continuo pedindo à Deus que te ilumine e proteja. Um bjo gde.
    Patty

  9. Angela Rocha disse:

    Olá Tati, hoje cedo estava muito triste e resolvi procurar na net algo que me confortasse. Por sorte, me deparei com seu trabalho, que por sinal é maravilhoso e está me ajudando muito. Parabéns e obrigada por se preocupar com as pessoas e fazer esse trabalho de ajudar ao próximo tão bem. Me sinto bem melhor. Abraços.

    • tatipilates disse:

      Oi Angela, fico imensamente feliz por poder te fazer sentir melhor! Posso dizer que vc fez o mesmo com sua linda mensagem! Um forte abraço, Tati.

  10. Carol disse:

    Ola Tati, meu nome é Carol e tenho 08 anos, sou filha da Angela Rocha. Fiquei feliz pq minha mãe leu seu trabalho e se sentiu melhor.Estou triste pq meu pai vai ter q vender nossa casa pq está sem trabalho e não está conseguindo outro. Vai comprar uma casa menor e isso me deixa mt chateada já q eu não queria me mudar para uma outra casa e não sei o q fazer. Me dê conselhos por favor. Já te agradeço e te dou os parabéns por ser uma pessoa agradável e solidária. Bjsssssss. Carol

    • tatipilates disse:

      Puxa Carol, vc escreve muito bem… sinto muito pelas dificuldades que vcs estão passando no momento… sabe, a vida sempre me ensinou muito… e agradeço imensamente a Deus por todas as oportunidades de aprendizado! E vc sabe quando que eu aprendi mais? Nos momentos que mais sofri… foi através do meu sofrimento e dor que pude descobrir como me curar e ajudar as pessoas!!! Acredite! As coisas ruins muitas vezes parecem um castigo de Deus, mas não são… elas acontecem pq precisamos aprender algo… ou vamos conhecer alguém muito bom que vai nos ajudar, ou vamos viver uma situação que vai mudar o rumo de nossas vidas! O mundo dá muitas voltas e muita gente é feliz em casas pequenas… o mais importante é o amor entre vcs, é um apoiar o outro… chame os seus pais para brincar, jogar cartas, desenhar… naquele momento de alegria tudo vai parecer MARAVILHOSO e na realidade é! A Felicidade é isso… viver bem com as pessoas que vc ama! Boa sorte querida! beijos Tati.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s