Cuidados nas Primeiras aulas de Pilates em casos de dor

Muitas pessoas vêm pedir aconselhamento se podem ou devem fazer Pilates por estarem com muita dor.

Pela minha experiência o Pilates pode ajudar e muito todos aqueles que estão sofrendo em crise de dor, porém esse trabalho deve ser muito cuidadoso e adequado para que não haja um agravamento no quadro inflamatório.

Cuidados nas Primeiras Aulas:

  • Para quem nunca fez Pilates, as primeiras aulas devem objetivar a MOBILIZAÇÃO ARTICULAR. Isto quer dizer que não deve existir nenhuma sobrecarga, o corpo deve ser assistido com auxílio de molas para facilitar o movimento… e não deve exceder para que não haja esforço. Os movimentos devem ser pequenos e dentro da ZONA DE CONFORTO. A primeira, segunda e terceira repetição pode apresentar um pouco de dor, mas ela deve diminuir e desaparecer conforme o corpo se movimenta. Caso a dor esteja aumentando o movimento deve ser trocado ou adaptado.
  • NUNCA REPITA MAIS DO QUE 4X SE ESTIVER SENTINDO DOR! PARE IMEDIATAMENTE!
  • O aluno deve avisar o professor se estiver agravando ou incomodando a região machucada e o Professor deve constantemente perguntar pois alguns alunos estão acostumados a se movimentar com dor e vão continuar até não aguentar mais… nesses casos vão sair pior do que entraram!
  • MUITO CUIDADO COM OS ALONGAMENTOS! Todos estamos acostumados a sentir um músculo encurtado e queremos sempre que eles melhoram e alonguem. Como temos pressa, fazemos “FORÇA” para que ele alongue rapidamente, e sem saber nos machucamos (leia: O ALONGAMENTO PODE MACHUCAR? ) Se vc é professor, converse com seu aluno e explique que ele não deve ir além do confortável nos exercícios, lá pela 4-5 repetição o corpo vai estar mais solto e a amplitude do movimento vai aumentar.
  • Antes de trabalhar a FORÇA o corpo deve estar se movimentando corretamente, trabalhe a organização escapular, para que o corpo possa movimentar os braços sem tensionar o trapézio e sem elevar os ombros em direção das orelhas. Trabalhe a dissociação do quadril para que o movimento das pernas seja independente da coluna… e principalmente melhore a consciência corporal com relação ás posições da coluna, você deve saber a diferença entre coluna neutra, flexão e extensão de coluna.
  • Evite contrair demasiadamente o corpo, ele deve fluir com o mínimo de esforço possível, como se não estivesse se exercitando. Porque fazer uma contração de 5kg se você precisa de uma força de 500gramas. O professor deve estar atento para o desgaste energético, pois quem está com dor tende a se proteger e compensar com o resto do corpo. MENOS É MAIS! Você deve se sentir leve como uma pluma!
  • Tenha paciência! Tanto o aluno como professor devem ter paciência, o trabalho de força é tentador, todos queremos ganhar mais força… é gostoso se sentir mais forte! Mas, quando estamos com dor, tensionar demais leva a inflamação. Trabalhe gradualmente, nos dias bons, aumente um pouco as repetições, e só se depois você se sentir bem é que deverá ser aumentada a carga. Muitas vezes nos empolgamos e fazemos demais num dia bom, o dia seguinte provavelmente será de dor se você abusar!
  • Dias com dor, dimuir a carga e apenas mobilizar… quanto mais lento o movimento melhor!
  • Não desista! É importante não parar para não perder o trabalho feito. Por mais que parece ser leve, o corpo ganha em força com pequenos movimentos… Se você ficar muitos dias sem fazer vai ter que voltar para o zero.

O ideal é fazer 2 aulas na semana. Uma aula já vai ajudar, melhor do que não fazer nada e três pode ser demais no começo… a terceira aula poderá ser adicionada quando a dor estiver mais controlada.

Compressa quente sempre ajuda depois da aula… caso sinta a musculatura muito dolorida depois… Se a dor muscular persistir por mais de 2 dias após a aula, isso quer dizer que a aula foi muito forte. Comunique o seu professor.

Boa Sorte!

Um abraço,

Tati.

Esse post foi publicado em Fórum de Discussão, TODOS OS TEXTOS. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Cuidados nas Primeiras aulas de Pilates em casos de dor

  1. Maria Teresa Leal Pereira disse:

    Olá Tati, é muito bom ler as suas importantes dicas.
    Um grande abraço

    Teresa Pereira

  2. Sônia Maria Martins disse:

    Ótimas dicas…se todos os professores tivessem este bom senso….

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s