O ritmo do corpo – o movimento cura!

A terapia CranioSacral fala do movimento natural do corpo quando está saudável, devido ao liquido encefalo-raquidiano que sobe e desce dentro da medula. O corpo naturalmente flui com movimentos suaves quando está relaxado, porém quando sofremos um trauma físico ou emocional tensionamos os músculos, tendões, nervos e ossos, parando de fluir. Quando isso acontece, existe um desgaste energético altíssimo para manter o corpo tenso e enrijecido, o corpo fica estressado e fatigado, não dormimos bem e acordamos mais cansados e nos sentimos sem energia. Num ciclo vicioso onde, a falta de energia nos faz movimentar menos, tendemos a enrijecer mais… e, o mal humor começa a aparecer, a apatia e a depressão tendem a estar presentes como parte desse processo. Isso pode causar ou não dor, pessoas sofrem em silêncio por desânimo e falta de vitalidade… o ritmo do corpo vai diminuindo juntamente com a vontade de viver!

– Mas nunca é tarde para mudar!

– Podemos reprogramar nosso corpo… fazê-lo voltar a fluir novamente e promover a cura!

  • Para começar leia o texto: Sentindo as restrições
  • Agora vamos aprofundar o conhecimento sobre o nosso próprio corpo… o movimento natural é de rotação interna e externa dos ossos pares, então os pés, pernas e braços abrem e fecham continuamente quando não há restrições segurando o seu movimento, assim como os quadris, costelas e mais alguns outros… Os ossos ímpares que só têm um, sobem e descem… nesse grupo tempos o esterno (o osso que fica na frente no meio do peito), o osso da testa, tem um na garganta muito importante (hióide), os ossos da coluna, e o mais importante de todos, o esfenóide que é o osso que fica no centro da cabeça. Se ele estiver fora de alinhamento, ele vai fazer com que o corpo todo se movimente de forma desarmônica, podendo causar falta de equilíbrio e desalinhamento da coluna. Entender como o corpo se movimenta é importante pois, se você souber como ele deveria estar, vai poder reestabelecer o equilíbrio e realinhar seu corpo. A mentalização e visualização de como você quer que o seu corpo se movimente vai auxiliar no processo de liberação das restrições.
  • É muito importante destacar que é normal o corpo se movimentar em diferentes direções e de forma desordenada para que volte ao seu centro. Deixe seu corpo se expressar com pequenos movimentos involuntários, como um tique ou tremendo e chacoalhando, ou contraindo numa determinada direção. Normalmente o corpo tende a buscar a posição similar ao do trauma ocorrido, de um acidente ou queda. Quando ele chega na posição correta, ele relaxa novamente e volta a fluir.
  • Agora deite sobre a cama e preste atenção em seus pés… sinta se eles estão relaxados ou se estão parados, imóveis… tente deixar eles se afastarem um do outro, relaxando os pés para fora… ao fazer isso, vai sentir a perna inteira relaxando e abrindo… sinta o peso da perna sobre a cama… sinta a virilha soltando e toda a musculatura da coxa abrindo espaços… sinta o quadril relaxando…
  • Agora flexione os joelhos e mantenha os pés unidos… abra as pernas separando os joelhos e sinta o peso delas com a ação da gravidade… quando chegar no limite, deslize os pés pela cama, estendendo vagarosamente os joelhos, conforme a perna vai esticando os pés vão se afastando. Quando a perna estiver totalmente estendida, com aproximadamente um palmo de distância entre os pés, vire as 2 pernas para dentro em rotação interna e sinta a musculatura do quadril e glúteo alongando e depois relaxe voltando os pés para fora. Repita esse movimento de 3 a 5 vezes e espere… Deixe sua perna falar e sinta como ela está mais livre, leve e solta. Sinta os espaços se abrindo nos joelhos, quadris e tornozelos, como se os ossos estivesse se separando uns dos outros… os tendões, músculos e nervos estão ficando mais maleáveis e o sangue flui livremente.  Sinta a energia que corre do final da coluna para os pés… e sinta essa mesma energia voltando…
  • Faça o mesmo com os braços, depois com a coluna… sinta o que ela está fazendo quando você sente as pernas e braços se movimentando. Sinta como o ar que entra movimenta suas costelas… sinta as vísceras no abdomem também se movimentando.
  • Coloque a sua mão sobre qualquer região que esteja mais rígida e sinta o calor da sua mão irradiando para dentro desta parte e fazendo com que amoleça o que quer que seja que está tenso… Mentalize vida e energia… mentalize movimento e leveza… mentalize paz e harmonia… saúde e alegria… sinta o sorriso vibrando em cada parte do seu corpo.

VIBRE AMOR E LUZ!

BOA SORTE!

Um abraço,

Tati.

Esse post foi publicado em A AUTO CURA, TODOS OS TEXTOS. Bookmark o link permanente.

6 respostas para O ritmo do corpo – o movimento cura!

  1. Vanessa C. Provazi disse:

    Tati, meu anjinho iluminado, como vai você? Muitas saudades de você!!! Porém estou sempre acompanhando o blog, não tenha dúvidas!
    É impressionante como a cada post seu parece que você está falando diretamente comigo. Você tem o Dom da Cura dentro de você, escreve brilhantemente e tenho certeza que assim como já fez comigo, você já ajudou muitas pessoas.
    Andei meio sumida porque tive uma certa recaída nas dores, mas agora já estou melhorando, graças aos seus ensinamentos. Estou passando um momento muito difícil com a minha cachorrinha que está há 16 anos com a minha família e já se tornou parte dela, de tanto que a amamos. Ela está muito velhinha, doente, depende de mim e da minha mãe pra fazer todas as suas necessidades e sente muitas dores. Por conta do peso dela que a gente tem que carregar várias vezes ao dia ( ela tem 14 kl ), e do stress de ver alguém que eu amo tanto sofrendo com dores sem eu poder fazer quase nada, as dores acabaram voltando, no entanto, esta sendo neste momento difícil que eu estou aprendendo a administrar o stress, fazendo movimentos e toques leves nos pontos dolorosos que surgem e sobretudo, muita RESPIRAÇÃO!
    Eu sinto que mais do que tudo, a respiração é o que mais me proteje da dor aparecer. Mais do que nunca eu estou aprendendo a importância de não somente remediar a dor, mas previni-la!
    Ainda não estou craque! Talvez me falte mais disciplina, força de vontade e atenção, ou seja, lembrar mesmo de respirar e relaxar nos momentos de stress. Mas devagar estou aprendendo…rsrsrs.

    Mesmo que eu demore pra te escrever, estou sempre lendo os seus posts.

    Você sabe que eu te adoro!

    Um grande beijo pra você!
    Te desejo uma linda semana!

    Vanessa C. Provazi

    • tatipilates disse:

      Oi querida, que bom receber notícias suas… eu sei bem como é isso… eu passei por períodos de dor e períodos sem dor… e são anos de transformação… claro que hoje dificilmente tenho dor pois logo que começo a me tensionar eu percebo, faz parte da vida… todos temos problemas e tensões no dia-a-dia… e o corpo reage aos medos se contraindo e a respiração fica encurtada… e só a RESPIRAÇÃO pode nos ajudar a voltar a fluir…
      Fico muito feliz que vc esteja se percebendo e podendo melhorar! Sinto muito pela sua cachorrinha… mas o melhor é que ela não sofra por muito tempo… as vezes nos apegamos demais e somos até meio egoístas pois não queremos que ninguém parta. Mas quando chega a hora… temos que pensar que a pessoa ou o animal está indo para um lugar melhor… e temos que aceitar e deixar ele/ela ir… eles precisam descansar… e nos fica apenas as boas lembranças… a saudade…. não pense em sofrimento, pense em alívio e descanso… pense em PAZ!
      Eu tbém gosto muito de vc e serei eternamente grata pois se voltei a escrever foi pelo seu pedido…
      MUITO OBRIGADA!
      Uma linda semana para todos nós!
      Um beijo bem grande e um abraço bem apertado,
      Tati.

  2. Vanessa C. Provazi disse:

    Tati, minha amiga querida, como vai você? Espero de todo coração que você esteja muito bem!
    Alguns dias depois que você me escreveu, chegou a hora tão difícil da minha cachorrinha partir. Depois de 16 anos de um amor muito profundo e puro, ela cumpriu a missão dela nesse mundo, me ensinando a ser uma pessoa melhor, com uma capacidade muito maior de amar, compreender e respeitar os animais. Até mesmo no momento da sua morte, ela me deu uma das maiores lições que eu poderia aprender nesta vida: que o verdadeiro amor liberta!
    Naquele dia eu me lembrei das suas palavras, e procurei pensar no alívio, no descanso, na libertação dela daquele corpinho já tão doente e cansado, e isso me ajudou muito Tati, muito obrigada!
    Agora ficou a saudade, que é muito grande! Chega a dar um vazio. Mas nestes momentos, eu procuro remeter a minha mente no bem estar que ela está sentindo agora e na sua necessidade de cumprir a suas etapas de evolução.
    Uma semana depois que a minha amiguinha se foi, meu pai perdeu o enteado dele, de apenas 23 anos, num trágico acidente de moto. Mais um choque na nossa família. Uma perda difícil e repentina.
    Sabe Tati, o ano de 2011 não foi um ano fácil para mim, mas apesar de tudo o que me aconteceu, eu digo para você que o saldo para mim foi muito positivo. Acho que nunca sofri tanto, mas também nunca aprendi tanto. Senti que eu cresci, amadureci e até evolui moral e espiritualmente. E afinal de contas, não é para isso que estamos aqui neste mundo?!
    Não quero dizer com isso que a vida só tem que ter sofrimentos para a gente evoluir e aprender. Podemos faze-lo também amando e perdoando com caridade, incondicionalmente. E essa foi também uma das lições que eu aprendi neste ano: que agente pode evoluir através do amor, e não somente da dor.
    Por isso nosso grande Mestre Jesus nos deixou, como maior mandamento ” Ama o teu próximo como a ti mesmo” ! Eis aí outra grande lição que eu aprendi neste ano: que eu tenho que aprender a me amar primeiro para depois saber amar ao próximo. Que para eu me curar, curar minhas dores, uma das minhas tarefas é aprender a me amar, coisa que eu descobri que não fazia.
    Eu fecho este ano Tati, com um grande sentimento de amor e respeito pela vida: minha, do meu próximo, e por onde mais se estender a criação Divina no universo. Me sinto uma só com Deus e sua criação. Somos todos Um.
    Por isso Tati, receba o meu amor, o meu carinho, e os meus muitos agradecimentos pelas suas palavras de conforto. Fiquei muito feliz em saber que de alguma forma te estimulei a escrever. Você não imagina o tamanho do valor que as suas palavras, o seu conhecimento traduzido na escrita tem! Eu sou testemunha. Por isso, continue, não pare nunca, porque você ainda vai ajudar muitas pessoas, pode ter certeza!
    Tati, estamos no finzinho do ano, e por isso, quero desejar, a você e toda a sua família, um lindo Natal, cheio de paz, harmonia e união. E que o próximo ano, seja repleto de realizações, grandes conquitas, muito amor e muita saúde!

    Obrigada por todo o bem, por toda a ajuda, carinho e atenção que você meu deu este ano. Graças a Deus e a você eu estou começando a aprender a controlar a minha dor.
    Que Deus te recompense em dobro!

    Um grande abraço cheio de amor!
    Beijos!

    Vanessa C. Provazi

  3. Vanessa C. Provazi disse:

    Olá Tati, que saudade minha amiga!
    Como vai você ? Passou bem o final de ano ?
    Quero desejar a você e a toda a sua família um lindo 2012, abençoado por Deus, cheio de paz,
    amor, harmonia, com muita saúde, sucesso e paz!!!

    Que Deus te ilumine cada dia mais!
    Um forte abraço,

    Vanessa C. Provazi

    • tatipilates disse:

      Oi querida, eu estou bem, graças a Deus! e vc? Muito obrigada pelos votos… que seu ano tbém seja maravilhoso! Eu estou graças a Deus trabalhando muito, tanto que não tenho conseguido acompanhar meu blog apesar de estar cheia de idéias para escrever… a vida nova em Brasilia… correndo daqui pra São Paulo… e cuidar do meu filho… e do namorado… e da casa… rsrsrs não é fácil não… Meu final de ano foi maravilhoso e o seu? Espero que esteja bem querida… vc é muito especial! Um forte abraço… com saudades, Tati.

  4. monica disse:

    Nossa maravilhoso!realmente funciona

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s