A autora

TATIANA HIROMI MATSUO

Terapeuta afiliada ao Health Care Practitioners International Association (www.iahp.com), Instrutora de Pilates com especialização em Coluna Avançada pela Polestar Education 2002-2003 que é representada pela PhysioPilates no Brasil, trabalhou 3 anos nos Estados Unidos, Williamsville – NY numa Clínica de Reabilitação, onde desenvolveu  a Técnica CrânioSacral (Instituto Upledger) junto ao trabalho de re-educação postural e do movimento feito pelo Pilates obtendo excelente resultados. Através dessa técnica associada à Manipulação Visceral e Neural (Instituto Barral) e Liberação Somato Emocional (Instituto Upledger) diversas pessoas com dores crônicas voltaram a ter uma melhor qualidade de vida. Atende no Brooklin Pilates (São Paulo); na Corporeum Emagrecimento, Estética e Day Spa no Lago Sul e Seven Spa na Asa Norte (Brasília – DF) e em Ipanema (Rio de Janeiro – RJ).

Biografia: Sempre muito intuitiva, cresceu acreditando no poder da mente e na somatização das doenças. Mas seu dom artístico para o desenho e pintura a levou a cursar primeiramente 2 anos da FAU (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo – USP) onde teve o seu primeiro contato com a Ginástica Artística no CEPÊ-USP. Ao começar a participar das aulas de G.A. na AABB-SP percebeu que o trabalho como arquiteta era apenas um hobby, sentiu-se cada vez mais atraída pelo trabalho com pessoas. Apesar de incerta sobre o que realmente deveria fazer, sentia em seu coração que trabalhar com a arquitetura seria um disperdício de seu talento e energia. Na procura pelo curso que seria o mais adequado, optou pela Faculdade de Ed. Física; foi lá que teve seu primeiro contato a respeito dos chakras, reflexologia e energias do corpo. Esse conhecimento ficou anos dormente, enquanto aprimorava seu auto-conhecimento e controle corporal através do trabalho com a Ginástica Artística. Trabalhou com crianças por quase 8 anos acreditando que o esporte contribui fortemente na formação da personalidade e do carater das pessoas. Após um casamento tumultuado, onde sofreu agressões tanto físicas, emocionais qto financeiras (entre 2000 a 2003), somatizou seu sofrimento num quadro de Fibromialgia e fortes dores no esterno. Uma inflamação no manúbrio esternal acarretou na formação de cistos dentro do osso que foram provocando erosões. Na época nenhum médico conseguiu diagnosticar ou encontrar algum tratamento eficaz. Foi através do Pilates que conseguiu reverter este quadro Crônico de Dor, voltando a se fortalecer.  Nessa época, aprofundou seus conhecimentos a respeito da auto-cura, lendo vários livros como: Mãos de Luz de Barbara Ann Brennan, entre outras terapias manuais. Ela diz: “todo o meu sofrimento e recuperação hoje ajudam muito no tratamento de meus clientes, pois sei o que eles sentem.” A experiência de sair de um quadro de dor Crônica a ajudou na compreensão do Processo da dor relacionada ao estresse emocional e a memória da dor no corpo e como apagá-la. Percebeu que a respiração e o auto-controle, têm um papel fundamental para que efetivamente haja a cura. Após trabalhar nos Estados Unidos e de volta ao Brasil, em Fevereiro de 2008, sofreu uma queda de cavalo fraturando o sacro e o processo transverso da L5, além de sofrer herniações discais nos nível L2-3, L3-4 e L4-5. Graças à Terapia CranioSacral e ao Pilates, não ficou com nenhuma sequela ou dor. Os estudos sobre a Manipulação Visceral e Neural vêm aprimorando a sua técnica no tratamento de dores crônicas e qualquer outra patologia músculo-esquelética, órgãos ou sistema nervoso.

“A cada dia me surpreendo mais e mais com o poder da manipulação. Todo e qualquer impacto mecânico afeta não somente os ossos e os músculos; o organismo fica abalado, os órgãos se contraem e passam a ter dificuldade no funcionamento, o corpo se enrijece e começa a “reclamar” – isto é… começa a DOER!”

Seu gosto por escrever vem crescendo devido ao carinho recebido dos leitores do blog:

“Toda vez que uma pessoa se beneficia da leitura de um texto sinto que, preciso escrever mais e ajudar mais gente… Idéias estão aflorando e não tenho tido tempo para colocar tudo no “papel”. Muitos leitores perguntam e pedem ajuda, por isso, peço a todos que tenham paciência e releiam os textos que já foram lidos anteriormente, pode haver algum comentário novo que pode te ajudar! Eu estava pensando em escrever um livro, pedir patrocínio mas de repente percebi que, aqui já tenho vários livros escritos… e muitos outros virão!”

25 respostas para A autora

  1. MARCIA NEVES disse:

    OLA TATIANA ! MUITO INTERESSANTE TDS SEUS ARTIGOS, MAS GOSTARIA DE SABER MAIS SOBRE ESSA TERAPIA CRANIOSACRAL, POIS TENHO ATRITEPSIORIATICA, AFETA OS TENDÕES, FZ UNS 4 MESES Q NÃO SEI O QUE É ESTAR SEM DOR, JA BUSQUEM VARIAS TERAPIAS QUIROPRAXIA, ACUPULTURA,OSTEOPATIA, E OS REMÉDIOS NÃO FZ EFEITO, NÃO SEI MAIS O QUE FZ; POIS ME AFETOU OS OMBROS ,QUADRIL,JOELHOS E A COLUNA EM BAIXO.ABRAÇOS E AGUARDO RETORNO.

    • tatipilates disse:

      Oi Marcia, você já leu os novos artigos sobre a terapia CranioSacral leia ? Eu dei uma reorganizada no site e escrevi tbém um texto sobre o meu trabalho. Vc vai ter muito alívio com a terapia, principalmente se o terapeuta fizer a manipulação visceral conjuntamente. Um abraço, Tati.

  2. Andrea Cals disse:

    Adorei tudo. Cada texto seu cai como uma luva pra mim. beijo
    Andrea

  3. magda disse:

    oi querida me interessei e sou professora de pilates a um ano e meio gostaria de saber se vc, pode me dar dicas dos cursos que vc fez de lesoes, obrigada

  4. patricia disse:

    acho que aprendemos muito com a dor infelizmente mas resistir e enfrentar e um desafio e nao podemos desistir nunca

  5. Danda disse:

    Doutora,uma pessoa com tumor na hipófise e com fibromialgia pode fazer pilates,é que a endocrinologista disse-me para não pegar peso e nem abaixar a cabeça,pois pode fazer pressão.

    • tatipilates disse:

      Oi Danda, Um tumor é sempre um motivo de muito cuidado… sem a autorização médica eu não aconselharia você a fazer Pilates, porém acredito que um trabalho feito com muito cuidado no seu caso poderia ajudar sim… eu trabalharia com exercicios de mobilização de escápula, sem nenhuma carga, apenas movimentos auxiliados pelas molas para mobilizar suas articulações a diminuir as dores da fibromialgia. Evitaria os movimentos grandes de cervical e não daria exercícios em que vc tivesse que abaixar a sua cabeça. De qualquer maneira, a sua médica deve autorizar esse tipo de trabalho, que não pode ser feito por qualquer profissional. Um abraço, Tati.

  6. Diógens G.Ribeiro disse:

    OI TATIANA ADOREI MUITO TODOS SEUS TEXTOS,SÓ OS ENCONTREI NA TENTATIVA DE CONHECER ALGUM MÉTODO DE AUTO CURA PELA INTERNET, SEI QUE EXISTEM MUITOS,MAIS ESTE SEU MÉTODO ME CHAMOU MUITO ATENÇÃO, TENHO SOFRIDO DE DORES DE CABEÇAS,MEUS OSSOS DO CRÂNEO PRINCIPALMENTE DA TESTA SÃO DOLORIDOS QUANDO PRESIONADO ,HÁ UMA TENÇÃO NOS LIGAMENTOS DO CRÂNEO COM A COLUNA QUANDO BALANÇO A CABEÇA PARA ALIVIA A TENÇÃO, HÁ MUITOS ESTALO NAS JUNTAS ESTE TIPO DE TERAPIA SERÁ QUE PODERIA DAR RESULTADOS?

    UM GRANDE ABRAÇO E MUITA SAÚDE E PAZ!! SUCESSO!!

  7. Simonebh disse:

    Olá Tati, você caiu do céu! Estou pesquisando agora a internet para entender uma dor constante no ombro direito e encontrei você aqui. Li e entendi o que preciso fazer. Muito obrigada e que Deus lhe abençoe e ao seu belo trabalho.

  8. Iranei Oliveira Nery Pinheiro disse:

    Tati, estou emocionada com sua atitude! Incrível! Você está ajudando a milhares de pessoas, pode ter certeza disso, mas com uma simplicidade e conhecimento científico memorável! Que bom que te encontrei aqui!! Parabéns! Saúde! Felicidade! E um MUUUUUUUUITO OBRIGADA MEEEEESMO!!!!! VOCÊ É INCRÍVEL! “Um abraço no seu coração”!

  9. Edson Luis Ritter disse:

    Olá, Tati!
    Descobri teu nome e tua atividade por acaso, pela internet. Sou engenheiro mecânico, o que faz com que meu raciocínio ‘normal’ seja absolutamente racional. Quando não estou ‘normal’, algo como estar apaixonado, componho músicas para as minhas namoradas, pois engano a turma toda tocando violão e arranhando alguma voz. Então a partir desta racionalidade entendi como muito interessantes teus comentários pois já operei uma hérnia de disco, mas numa época em que aquela coisa de um corte de 10 cm um pouco acima da bunda (hoje são dois furinhos na barriga: um para a introdução da câmera com luz e outra com o instrumento necessário, seja uma tesoura para o corte ou uma mini-espátula para o correto posicionamento da hérnia). É um espetáculo! Mas estou me reportando a ti porque descobri que estou com problemas de ciático na perna esquerda e por alguns pontos da perna e da canela não tenho sensibilidade física, o que me assustou muito porque tenho histórico de trombose na família (meu avô teve uma das pernas amputadas e estou com uma tia hospitalizada). Ontem estive com um angiologista e ele me confirmou que minha circulação está bem e que efetivamente meu problema é de ciático. Teus comentários me deixaram mais tranquilos para enfrentar a encrenca que tenho pela frente.
    Muito obrigado, um grande beijo e fiques na paz.
    Edson.

    • tatipilates disse:

      Oi Edson, me desculpa pela demora… Espero que já esteja bem e que esteja curado! O Nervo ciático é um nervo chato… Ele pode inflamar a qualquer hora… Obrigada pelo carinho e um forte abraço, Tati

  10. caio disse:

    Tati, estou adorante ler os seus textos, vc escreve muito bem … Estou há dois meses com uma dor na lombar que desce pra perna, que pode ser o ciátio. Fiz algumas seções de acupuntura e melhorou 80%, mas parei para o fim de ano e estou marcando novas seções. Penso em fazer pilates (especialmente voltado para o surf) e gostaria de saber se quem vc me recomenda aqui na cidade de Santos. Agradeço já por toda a ajuda … Parabéns

    • tatipilates disse:

      Puxa Caio, não sei dizer… Mas entra em algum studio perto da sua casa e pergunta qual é a formação de cada professor. Dê preferência a Physiopilates (Polestar), Stott, Criah Movimento ou Nanô Pilates. Esses eu conheço! E não deixe de ler sobre os cuidados nas primeiras aulas de Pilates… Além de ler sobre o que escrevi sobre como melhorar a dor no ciático.
      Um abraço, Tati.

  11. sylvia disse:

    Oi Tati, primeiramente parabens pelo seu blog e pelo seu belissimo trabalho! Sou professora de pilates e sou bailarina. Alem de minha identificacao com seu trabalho e pensamento , fiquei muito feliz quando li seus artigos, pois alem da identificacao, achei finalmente informacoes preciosas que posso passar para meus alunos, tenho certeza que irao ajuda los bastante! Vou indicar o blog! OBRIGADA POR ESCREVER

  12. Rayssa disse:

    Oiie tenho 10 anos queria sabe se da pra eu fazer pilates eu sou muito nervosa ansiosa presiso acabar com isso e se da pra eu fazer pilates pf pf pf pf me diga =)

    • tatipilates disse:

      Oi Rayssa, qual a sua altura? Se você tiver pelo menos 1,40m dá para fazer aula nos equipamentos… Menos que isso o professor poderá dar aula, mas terá q adaptar nos equipamentos. Agora pilates de chão é bem tranquilo… Pode fazer sim! Bjs

  13. Paulo Vasconcelos disse:

    Olha a Tati ae, tem blog! Que chique! Escreve muito bem também!
    Ainda vou fazer uma aula de pilates contigo. Beijão!!

    • tatipilates disse:

      Opa, será muito bem vindo meu querido!!! Muito obrigada pelo carinho! Bjão

      • Monica disse:

        Oi Tati fiquei encantada com seu blog muito legal compartilhar seu conhecimento em prol de ajudar o próximo. Li sobre sua história de vida e me identifique com você em muitos aspectos.
        Que Deus te abençoe e ao belíssimo trabalho.
        Bjs. Ganhou mais uma fã😉

      • tatipilates disse:

        Obrigada pelo carinho Monica! Bjo grande

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s